CPA

INSTITUCIONAL

O que é a CPA?


CPA é a Comissão Própria de Avaliação, instituída pelo Sinaes – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, e é responsável pela implantação e pelo desenvolvimento de processos de avaliação institucional. Na Auden Educação, ela é composta por representantes de todos os segmentos da comunidade acadêmica e da sociedade civil organizada. A autoavaliação se apresenta como uma oportunidade para que a Auden Educação aperfeiçoe sua atuação, planeje seu futuro, contribua para a tomada de decisões e envolva toda a comunidade interna e externa no aprimoramento de sua qualidade. É dentro desse contexto, e contando com a colaboração de seus alunos, professores, funcionários técnico-administrativos e egressos que a CPA desenvolve suas ações.

Missão

Sua finalidade é conduzir e articular o processo de avaliação interna da Instituição, unidades acadêmicas, cursos de graduação, atividades de pesquisa, extensão e responsabilidade social, bem como sistematizar e disponibilizar informações e dados da Instituição. Os resultados obtidos, mediante dados e informações prestadas por toda a comunidade acadêmica, permite detectar avanços e obstáculos, bem como subsidiar a reconstituição contínua da ação da Instituição promovendo atividades voltadas para a melhoria gradativa da qualidade de suas funções.

Dimensões

A autoavaliação institucional é baseada nas 10 dimensões propostas pelo Sinaes:
1. Missão, Plano de Desenvolvimento Institucional.
2. Políticas para o Ensino, a Pesquisa, a Pós-graduação, a Extensão.
3. Responsabilidade social da instituição, considerada especialmente no que se refere à sua contribuição em relação à inclusão social e ao desenvolvimento econômico e social.
4. Comunicação com a sociedade.
5. Políticas de pessoal, de carreiras do corpo docente e corpo técnico-administrativo e as condições de trabalho.
6. Organização e gestão da instituição.
7. Estrutura física, especialmente a de ensino e de pesquisa, biblioteca, recursos de informação e comunicação.
8. Planejamento e avaliação, especialmente em relação aos processos, resultados e eficácia da auto-avaliação institucional.
9. Políticas de atendimento aos estudantes.
10. Sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da educação superior.

Avaliação Interna

A avaliação institucional é uma ferramenta de averiguação que tem como campo de avaliação tanto no interior da  faculdade (nível micro), quanto no caso da avaliação no interior do sistema de ensino (nível macro) realizada de forma externa por avaliadores do Ministério da Educação.

A Lei Federal nº 10.861, de 14 de abril de 2004, instituiu o  Sistema Nacional de Avaliação Superior – SINAES, que preconiza que toda instituição, pública ou privada, constituirá uma Comissão Própria de Avaliação – CPA.

A comissão da Auden é formada por representantes do corpo docente (professores), discente (estudantes) e também do corpo técnico-administrativo (funcionários) e sociedade. A CPA é responsável pela autoavaliação da instituição considerando, obrigatoriamente, as dez dimensões institucionais, que são:

Missão e plano de desenvolvimento institucional;política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação e a extensão;responsabilidade social;comunicação com a sociedade;políticas de pessoal;organização e gestão da instituição;infraestrutura.

O objetivo da CPA é promover a melhoria da qualidade da educação superior por meio do processo de Avaliação Institucional como instrumento norteador das ações e transformações necessárias ao pleno desenvolvimento da Instituição.

A ênfase no processo de auto avaliação fundamenta-se na busca de articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão, definida em seu PDI e voltada para a formação, responsabilidade social e transformação institucional.

A capacidade de desenvolver consciência crítica sobre os problemas e a realidade institucional é um objetivo fundamental, pois todo processo genuíno de autoavaliação institucional tem que levar em consideração os indicadores internos e externos, que venham a ser obtidos por instrumentos e meios de acompanhamento da gestão.

Dentro dessa linha, promove-se a distribuição dos dados e informações obtidos, a fim de subsidiar os colegiados e os gestores da Instituição, os quais têm as atribuições de interpreta-los, a fim de aperfeiçoar a gestão e as políticas de ensino, pesquisa e extensão.

Juntamente com as finalidades propostas pelo SINAES, o princípio norteador para o seu processo de autoconhecimento baseia-se em experiências bem sucedidas e potencialidades, identificando, contudo, pontos a serem aperfeiçoados.